Onda Noticias: Médica cubana do programa mais médicos pede asilo politico no país.

O ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, afirmou nesta quarta-feira dia 5 que a médica cubana que está abrigada no gabinete da liderança do DEM na Câmara dos Deputados poderá perder o visto de permanência no país e a licença para atuar como médica no Brasil caso abandone o programa Mais Médicos.

A médica Ramona Matos Rodriguez, que veio ao Brasil para participar do programa do governo federal, deixou cidade de Parajá no Pará, onde atuava, e veio para Brasília no último sábado. Ela decidiu pedir auxílio do DEM para ter asilo político no Brasil depois de descobrir que os demais profissionais estrangeiros recebem R$ 10 mil pelo Mais Médicos. Segundo Ramona, os cubanos recebem US$ 400 (cerca de R$ 965).

O ministro Cardozo afirmou, após reunião com representantes do DEM, que a médica ainda está em situação completamente regular no país, graças à participação dela no programa. “Os médicos cubanos hoje no Brasil pelo Mais Médicos tem seu visto de permanência e licença para exercer medicina vinculado a esse  programa. Se alguém deixa o programa, obviamente perde essa licença e também perde seu visto de permanência”, falou Cardozo.

Cubana perde visto se sair do Mais Médicos, diz ministro (Zeca Ribeiro / Câmara dos Deputados)

Médica cubana pede asilo politico no pais



Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>